terça-feira, 10 de outubro de 2017

Poéticas da migrância

Poéticas da migrância

“Poéticas da migrância no romance brasileiro contemporâneo”, pelo Prof. Dr. Leonardo Tonus, livre-docente do Departamento « Etudes Ibérique et Latino-américaines » da Université Paris-Sorbonne.

A figura literária do imigrante na cultura brasileira, a partir de uma reflexão sobre os modos de expressão dessa figura na literatura brasileira. Discussão sobre os diferentes discursos estéticos, políticos e ideológicos acerca da especificidade cultural brasileira, no centro da qual a figura literária do imigrante se interroga e é interrogada sobre a complexidade de seu ser e estar no mundo e sobre a sua capacidade de engendramento crítico face aos sistemas em que se insere. Tais questões serão estudadas a partir do universo crítico de Samuel Rawet, de Milton Hatoum, de Luiz Rufatto e de Adriana Lisboa, no que tange às configurações da exclusão, da migrância e do clandestino.

Onde: UNESP de São José do Rio Preto
Quando: de 17 a 26 de outubro de 2017
Sempre das 9h às 13h.

Apoio: programa de professor visitante da Propg-Unesp.

Demais interessados devem solicitar a matrícula conforme instruções disponíveis em:
Para mais informações favor enviar e-mail para pos@ibilce.unesp.br

Xxx



Leonardo Tonus é professor livre docente (Maître de Conférences Habilité à diriger des recherches) e Coordenador do Departamento de Estudos Lusófonos na Université Paris-Sorbonne (França). Foi  responsável pelo Programa de Intercâmbio PLI ( Programa de Licenciatura Internacional) com diversas universidades brasileiras. Membro do Conselho Editorial e do Comitê de Redação de diversas revistas internacionais, atua nas áreas de literatura brasileira contemporânea, teoria literária e literatura comparada, com pesquisas sobre imigração. Publicou vários artigos sobre autores brasileiros contemporâneos e coordenou a publicação, entre outros, dos ensaios inéditos do escritor Samuel Rawet (Samuel Rawet : ensaios reunidos, 2008), do número 41 da Revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea e a edição especial  da Revista Ibéric@l, em torno da nova cena literária no Brasil.  Condecorado pelo Ministério de Educação francês Chevalier em 2014 na ordem das « Palmas Acadêmicas », foi Curador do Salon du Livre de Paris de 2015 que teve o Brasil como país homenageado. Em 2015 foi condecorado pelo Ministério da Cultura francês Chevalier  na ordem das « Artes e das Letras ». Em 2014 e 2016 participou da Delegação Oficial brasileira no Salão do Livro de Göteburg (Suécia) e desde 2014 organiza o festival literário « Printemps Littéraire Brésilien ». Em 2016 foi curador da exposição « Oswald de Andrade : passeur anthropophage » no Centre Georges Pompidou (França). Organizou diversas antologias, dentre as quais, La littérature brésilienne contemporaine –spécial Salon du Livre de Paris 2015 ( Revista Pessoa, 2015), Olhar Paris (Editora Nós, 2016) e Escrever Berlim ( Editora Nós 2017).


Nenhum comentário:

Postar um comentário