sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Musique et cinéma au Brésil




Cláudio Novaes
(Professeur à l’Universidade Estadual de Feira de Santana/ Bahia)

et
  Mírian Sumica Carneiro Reis
(doctorante à l’Universidade Federal do Rio de Janeiro)

Mardi 9 octobre 2012
17h30 - salle 23

Institut Hispanique
31 rue Gay-Lussac
75005/ Paris


Literatura, cinema e política no Brasil anos 1960 : alegorais da ditadura em Manhã cinzenta

Esta conferência tem o objetivo fazer um mapeamento histórico das manifestações culturais brasileiras dos anos 1960, considerando a tensão existente entre o estético e o político na época, a partir do golpe militar e da censura instaurada pelo regime autoritário contra as manifestações culturais. Analisamos aspectos do cinema moderno brasileiro, através do filme Manhã Cinzenta (1969), adaptado do conto homônimo do cineasta e escritor Olney São Paulo, obra que se tornou emblemática do ponto de vista estético e ético devido ao envolvimento com a censura, o que levou o diretor a uma morte precoce e o filme ao desaparecimento do cenário cultural brasileiro, até recentemente reencontrado e restaurado para exibição.   

Velho Francisco, Leite Derramado, o Brasil de Chico Buarque – memórias da decadência em verso e prosa
Esta comunicação visa a estabelecer uma leitura comparada entre música e literatura, considerando o papel do intelectual engajado, Chico Buarque, que, em suas produções assume uma postura crítica e apresenta um panorama do Brasil, nem sempre positivo, mas estrategicamente pautado nas memórias da decadência de projetos políticos e culturais falidos e falhados, subvertidos na contemporaneidade por novas relações de poder.


Prof. Dr. Claudio C. Novaes (UEFS/Bahia). Mestre em Literatura pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP). Atua na docência e na pesquisa no Programa de Pós-Graduação em Literatura e Diversidade Cultural (PPGLDC/UEFS), onde coordena o Núcleo de Estudos em Literatura e Cinema (NELCI). Publicou diversos artigos e livros voltados para discutir as relações entre literatura e cinema brasileiros, destacadamente com o enfoque nas questões culturais que permeiam as narrativas literárias e cinematográficas que representam aspectos da cultura nacional.


Mírian Sumica Carneiro Reis é mestra em Literatura e Diversidade Cultural pela Universidade Estadual de Feira de Santana e doutoranda em Teoria da Literatura do Programa de Pós-graduação em Ciência da Literatura da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Possui artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais, bem como capítulos de livros, sempre com o enfoque nos diálogos possíveis entre teoria, crítica e expressões artísticas (literatura, cinema, música).  É pesquisadora do grupo de pesquisa “Literatura, Memória e Ecologia: extensões teórico-críticas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário